O prefeito de Bom Sucesso do Sul, Nilson Feversani, encerrou a gestão como presidente da Associação dos Municípios do Sudoeste do Paraná (Amsop), durante o ano de 2021, com ações que se destacaram pela integração e o fortalecimento dos 42 municípios do sudoeste.

“Foi um ano difícil, com essa pandemia, mas de superação. E contamos com a união dos prefeitos, sobretudo em questões da Saúde e Educação. Em todas as reuniões que tivemos aqui na Amsop, sempre houve convergência de ideias”, apontou Feversani.

Já no início do ano, a Amsop sediou uma das audiências públicas da “Frente Parlamentar sobre o pedágio da Assembleia Legislativa”, que reuniu lideranças políticas e sociedade civil organizada, para debater o projeto do governo do Estado que incluiu a concessão à iniciativa privada do Corredor do Sudoeste (PR-182, PR-483, PR-180 e BR-280). Na ocasião, ainda, a Amsop elaborou um manifesto, subscrito por 21 entidades representativas do sudoeste, que foi entregue aos deputados estaduais e, também, protocolado na Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

Feversani, também, protagonizou a união dos municípios para o enfrentamento à covid-19, com a instalação de um comitê de crise, que elaborou uma campanha de conscientização e coordenou ações conjuntas com as 7ª e 8ª Regionais de Saúde, secretarias de Saúde dos municípios e Polícia Militar.

Apesar de, ainda, ter sido um ano marcado pelas restrições da pandemia de covid-19 – sobretudo no primeiro semestre – a Amsop recebeu em sua sede 96 eventos, entre reuniões, capacitações, assembleias e cursos, com um público de 5.535 pessoas durante o ano.

Sob a gestão de Nilson Feversani, a Amsop realizou eventos com as presenças do vice-governador Darci Piana, de três secretários de Estado, Guto Silva (Casa Civil), Norberto Ortigara (Agricultura e Abastecimento) e Sandro Alex (Infraestrutura e Logística). Além da solenidade com a presença da ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, que anunciou a implantação da Casa da Mulher Brasileira em Francisco Beltrão e Pato Branco.

O ano de 2021 também entra para a história da Amsop pela aproximação inédita do sudoeste com a Itaipu Binacional. Após uma audiência com o diretor-geral brasileiro da hidrelétrica, general João Francisco Ferreira, a comitiva liderada por Feversani voltou de Foz do Iguaçu com a previsão de investimentos nos 42 municípios da região, através do calçamento com pedras irregulares de quatro quilômetros por município. O projeto total, orçado em R$ 43 milhões, está em análise pela equipe técnica da Itaipu.

Por fim, Nilson Feversani manteve o compromisso com o previsto na Carta do Sudoeste – documento elaborado pela Amsop desde 2002, com as principais reivindicações para os 42 municípios da região e entregue a cada 4 anos aos candidatos a governador do Paraná – pela reabertura da Estrada do Colono, entre Capanema e Serranópolis do Iguaçu, de acordo com normas de preservação da fauna e flora locais.

“Eu agradeço profundamente à todos os prefeitos, de modo especial, aos que comigo compuseram a Diretoria Executiva. É admirável essa união dos municípios que temos aqui no sudoeste, e uma associação impecavelmente organizada como é a Amsop”, concluiu o prefeito Nilson Feversani.

Fonte/Imagem: Amsop

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s