O período de Piracema começou na última segunda-feira, 01/11, e prossegue até 28 de fevereiro de 2022. Nesse período, fica proibida a pesca de todas as espécies nativas no Paraná. Conforme o Instituto Água e Terra (IAT), a multa para quem for flagrado descumprindo a medida é de cerca de R$ 700.

Além disso, a autuação também prevê multa de R$ 20 por quilo do peixe pescado.

Segundo o IAT, na lista das proibições estão bagre, dourado, jaú, pintado, lambari, mandi-amarelo, mandi-prata e piracanjuva. Durante o período é quando a maior parte das espécies se reproduz.

As restrições não se aplicam espécies consideradas exóticas, que foram introduzidas no meio ambiente pelo homem, como bagre-africano, apaiari, black-bass, carpa, corvina, peixe-rei, sardinha-de-água-doce, piranha-preta, tilápia, tucunaré e zoiudo.

Também não são proibidos os híbridos, organismos resultantes do cruzamento de duas espécies.

Durante o período de piracema, também ficam proibidas competições de pesca, como torneios, campeonatos e gincanas. A autorização vale apenas para competições em reservatórios, visando a captura de espécies não nativas e híbridos.

A restrição é uma medida anual do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

Fonte: G1 PR / Imagem: AEN/PR

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s