Com 398 votos a favor e 77 contrários, o plenário da Câmara dos Deputados aprovou, na noite desta quarta-feira, 01/09, o texto-base da reforma do Imposto de Renda. Antes de a matéria ir para o Senado, os deputados ainda vão analisar os chamados destaques, que são propostas de mudanças ao projeto.

A última versão do projeto manteve o aumento da faixa de isenção do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF), de R$ 1.903,98 para R$ 2,5 mil mensais – correção de 31,3%.

A proposta atualiza a tabela do Imposto de Renda, que não muda desde 2015.

O texto também prevê a tributação dos lucros e dividendos pagos a pessoas físicas ou jurídicas residentes no Brasil ou no exterior, pelas pessoas jurídicas tributadas com base no lucro real, presumido ou arbitrado, e pelas microempresas e empresas de pequeno porte optantes pelo Simples Nacional. O imposto ficou estabelecido em 20%.

Ainda de acordo com a proposta, o Imposto de Renda de Pessoa Jurídica ficará em 17%; já a Contribuição Social sobre o Lucro Líquido será de 8%. No texto original, o IRPJ seria de 16,5% e o CSLL, 7 %. A readequação dos dois impostos teve o objetivo de diminuir o impacto da reforma do IR para estados e municípios.

Todas as mudanças, se aprovadas também pelo Senado, terão efeito a partir de 1º de janeiro de 2022.

Fonte: O Antagonista / Imagem: Câmara dos Deputados

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s