O auditório da Associação dos Municípios do Sudoeste do Paraná (Amsop) recebeu, nesta quinta-feira, 19/08, a capacitação para veterinários do Serviço de Inspeção Municipal (S.I.M.) para adesão ao Susaf-PR (Sistema Unificado Estadual de Sanidade Agroindustrial Familiar, Artesanal e de Pequeno Porte).

O encontro teve como objetivo orientar os municípios para a adesão ao Susaf-PR, criado pela Lei Estadual 17.773/2013, e, dessa forma, expandir a comercialização dos produtos das agroindústrias da região para todo o Paraná, com a consequente geração de renda através da agricultura familiar.

“É um grande momento para a região Sudoeste. Trata-se de uma capacitação bem prática, do que cada município precisa organizar para aderir ao Susaf-PR. Então, nós oferecemos essa capacitação aos veterinários e eles farão o trabalho nos respectivos municípios”, explicou a chefe do Núcleo da Secretaria Estadual da Agricultura e do Abastecimento (Seab) em Francisco Beltrão, Denise Adamchuk.

Denise destacou, ainda, que o Sudoeste “tem essa vocação de transformar as matérias-primas, principalmente leite, embutidos e mel, em produtos da agroindústria”.

O chefe do Núcleo da Seab em Dois Vizinhos, Alexandre Bianchini, ressaltou que, dos 10 municípios paranaenses que já aderiram ao Susaf-PR, sete são do Sudoeste (Francisco Beltrão, Salgado Filho, Santa Izabel do Oeste, Barracão, Dois Vizinhos, Itapejara D’Oeste e Coronel Vivida).

“Nós temos que oferecer sempre produtos de qualidade, e o Sudoeste tem esse produto. A nossa região é referência no Paraná, então essa capacitação fomenta as agroindústrias, e, consequentemente, o crescimento dos nossos municípios”, declarou o presidente da Amsop e prefeito de Bom Sucesso do Sul, Nilson Feversani.

Na ocasião, também, Feversani recebeu, das mãos do padre Vagner Raitz, coordenador da Ação Evangelizadora da Diocese de Palmas-Francisco Beltrão, um manifesto sobre a criação da Pastoral da Ecologia Integral.

O documento solicita à Amsop um debate com todas as Prefeituras da região para o “fortalecimento das Secretarias Municipais de Meio Ambiente, criação/fortalecimento dos Conselhos Municipais em apoio a essas secretarias, e parceria com os órgãos de fiscalização pública e com as promotorias municipais, como forma de permitir o trabalho digno daqueles que querem crescer em harmonia com a terra, com o solo, com a água e com a biodiversidade”.

“O secretário da Agricultura do Paraná, Norberto Ortigara está sempre solícito às demandas do Sudoeste, e valoriza muito a produção das nossas agroindústrias. Por isso, é importante que a nossa região mantenha esse padrão de excelência reconhecido pelo Paraná”, salientou o deputado estadual Wilmar Reichembach.

A capacitação foi realizada pela Secretaria Estadual da Agricultura e do Abastecimento (Seab), Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar), pelo Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná (IDR-Paraná), Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e Associação dos Municípios do Sudoeste do Paraná (Amsop).

SELO ARTE

Dentre as palestras ministradas na capacitação, uma delas apresentou aos municípios o Selo Arte, que possibilita que produtos de origem animal artesanal, como queijos, embutidos, pescados e mel possam ser comercializados em todo o território nacional. No Paraná, a concessão do Selo Arte aos produtores é de responsabilidade da Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar). E, é do Sudoeste o primeiro município paranaense a receber o Selo Arte: Salgado Filho, com o queijo colonial e o queijo ao vinho.

Fonte/Imagem: Amsop

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s